Pesquisar Imóveis

€ 0 até € 2.000.000

encontramos 0 resultados Ver resultados
Seus resultados de pesquisa

Volta ao Algarve – o 47º da série!

Aqui vamos nós para mais um sprint espectacular! Pelo menos é o final mais esperado diante da história recente, com as fugas sem chance de surpreender os homens mais rápidos do pelotão. Tavira tem sido palco de grandes sprints na Volta ao Algarve, com uma lista invejável de especialistas a ganharem lá. Entre os mais recentes estão André Greipel e Marcel Kittel, então no auge da carreira, e Dylan Groenewegen, que estava se tornando um dos principais nomes do sprint. Em 2020, o mais forte foi o Cees Bol, o mais jovem a querer tornar-se também uma referência de sprint.

Esta sexta-feira, Sam Bennett é novamente o favorito, especialmente depois da forma como ganhou em Portimão. Mas será que Danny van Poppel dará à Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux a sua primeira vitória do ano?

Foi o holandês que fez o homem Deceuninck-QuickStep suar mais. E tal como na primeira etapa, Tavira tem uma final que não é completamente plana. Na 47ª edição, a principal novidade do percurso acabou por ser esta etapa a ter lugar no terceiro dia, em vez de ser a penúltima. Isto significa que as decisões na classificação geral são reservadas para o fim de semana, com Ineos Grenadiers em vantagem para outra conquista, mas sem poder relaxar.

A terceira etapa é a mais longa da Volta ao Algarve, com 203,1 quilómetros que começam em Faro e vão em direcção ao lado oriental da região sul de Portugal. O pelotão passará pelos sprints intermédios de São Brás de Alportel, Alcoutim e Vila Real de Santo António, com duas subidas categorizadas para a camisola de montanha: Portela da Corcha e Cachopo, ambas entre os 60 e 80 quilómetros iniciais.

Com as duas etapas decisivas a decorrer ao longo do fim-de-semana, em Tavira haverá uma luta habitual entre as equipas de velocistas, mas também aqueles que querem ver os seus candidatos para a classificação geral bem colocados e tentar evitar surpresas.

O sprint de Tavira não desilude. Para além de Bennett e Van Poppel, Pascal Ackermann (bora-hansgrohe), Jon Aberasturi (Caja Rural), Stanislaw Aniolowski (Bingoal Pauwels Sauces WB) foram apresentados ciclistas em Portimão, para não falar de Iúri Leitão (Tavfer-Measindot-Mortágua) – estreia em Tour of Algarve com um quinto lugar – e Rui Oliveira (Emirados Árabes Unidos), o português que tentou imiscuir-se na luta pela vitória. Última oportunidade para sprinters esta sexta-feira.

Reproduzido com agradecimentos a: http://voltaaoalgarve.com/

Partilhar

Comparar Imóveis